Busque pelo assunto desejado
NOTÍCIASGUIA TURÍSMOENTRETENIMENTOADMINISTRAÇÃOCIDADÃOUTILIDADE PÚBLICA

GRUPO M.CASSAB CONFIRMA UNIDADE INDUSTRIAL DE PESCADOS EM RIFAINA

Anunciado em 22 de dezembro do ano passado o projeto de implantação de uma planta industrial do poderoso Grupo M.Cassab em Rifaina foi confirmado pela diretoria da empresa. Conhecida pela diversificação de seus negócios - nutrição humana, química fina, industrial, eletrodomésticos, investimento imobiliários, brinquedos, entre outros - o M.Cassab prepara a unidade de negócios em Rifaina, ainda mantida sob certo sigilo. A empresa está próxima de entrar no mercado de pescados, mas em uma estrutura totalmente verticalizada. A nova atividade vai agregar desde a produção dos alevinos, passando pela produção de ração, criação dos peixes, industrialização até o fornecimento do produto ao varejo para o consumidor final. A produção e o processamento dos peixes serão concentrados em Rifaina, na margem do Rio Grande, já na divisa com Minas Gerais. O grupo está no processo final para obter as licenças de produção e da construção de um frigorífico para o processamento. A expectativa é que o produto com a marca própria do M.Cassab - ainda mantida em segredo - passe a ser encontrado no mercado a partir de 2011.
Apesar de estar distante dos principais centros consumidores de seus produtos, na zona sul da capital paulista, a empresa ainda mantém sete linhas de produção em funcionamento. "Estamos com um plano de desenvolvimento industrial para descentralizarmos nossa produção. Acreditamos que, no médio prazo, as linhas de nutrição animal sairão da cidade para serem instaladas mais próximas das nossas matérias-primas e dos clientes", afirma Moreira. Além do mercado de nutrição de bovinos, a empresa também atua no segmento de ração para aves e suínos, além saúde animal e aminoácidos. Todos os departamentos formam a unidade de tecnologia animal, que representa aproximadamente 45% do faturamento do grupo. Segundo Moreira, a expectativa da M.Cassab para 2010 é fechar o ano com uma receita de R$ 700 milhões, dos quais R$ 300 milhões serão provenientes da unidade. Conhecida pela diversificação de seus negócios - nutrição humana, química fina, industrial, eletrodomésticos, investimento imobiliários, brinquedos, entre outros - o M.Cassab prepara a unidade de Rifaina que quanto estiver funcionando a pleno favor, oferecerá 200 empregos diretos na cidade. Os funcionários serão treinados na própria cidade.
NO MATRO GROSSO DO SUL - Atento à tendência da intensificação da pecuária nacional, o grupo paulista M.Cassab vai ampliar sua capacidade de produção de suplementos para nutrição de bovinos. A empresa começará a erguer a partir deste mês, em Campo Grande (MS), uma planta para produzir rações, suplementos minerais, proteinados, núcleos, premixes e concentrados bovinos. Com um investimento estimado em R$ 15 milhões, a nova unidade terá capacidade de produção de 2,5 mil a 3 mil toneladas de produtos por mês. A construção da fábrica elevará em 75% a capacidade de produção do grupo destinada a bovinos, atualmente em 1,7 mil toneladas por mês. A expectativa é que a fábrica entre em operação a partir de dezembro de 2011. "O investimento se justifica pelo fato de estarmos vivendo uma tecnificação na pecuária de todo o Brasil central. Nos últimos anos a agricultura pressionou a pecuária e muitas áreas de pastagens viraram soja. Mais recentemente, isso aconteceu com a cana e eucaliptos", diz Modesto Moreira (foto), diretor de operações da unidade de tecnologia animal do grupo M.Cassab. Com a construção da nova fábrica a empresa pretende ampliar a oferta de produtos para o mercado de nutrição animal no Centro-Oeste. Hoje, o grupo já possui uma unidade instalada também em Campo Grande, porém, com uma capacidade mensal de oferecer apenas 800 toneladas. Pelos cálculos de Moreira, a nova fábrica será capaz de atender um rebanho de 70 milhões de cabeças, hoje localizadas nos Estados do Centro-Oeste, oeste da Bahia e sul do Pará. No mercado de nutrição para bovinos há 20 anos, a M.Cassab conta com fábricas no Paraná e São Paulo que produzem suplementos para ruminantes.

 

HR Comunicação Multimídia