Busque pelo assunto desejado
NOTÍCIASGUIA TURÍSMOENTRETENIMENTOADMINISTRAÇÃOCIDADÃOUTILIDADE PÚBLICA

A História de Rifaina

Conhecida pelos Bandeirantes e sertanistas desde meados do séc. XVI, o território rifainense só foi povoado a partir da abertura da estrada de Goiás e de outro caminho, rumo ao julgado do Desemboque.

A ocupação efetiva foi demorada, em conseqüência das constantes investidas de seus primitivos habitantes, índios caiapós, que dominavam vasta área  do nordeste paulista, sul de minas e Triângulo Mineiro.

O fator decisivo para a formação do primitivo arraial foi a construção de uma ponte férrea nas vizinhanças do Jaguará ligando os municípios de Franca e Desemboque.

Liderados por Manoel Pereira Cassiano, um grupo de visitantes escolheu um lugar um lugar nas vizinhanças do  Rio Grande e doou para a Diocese de São Pau.o, dando origem ao arraial de Santo Antonio do Cervo, em janeiro de 1862.

Em 1873 o arraial foi elevado a categoria de Freguesia, com a denominação de Santo Antonio de Rifaina. Com a  inauguração da estação da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, em 1877, a vila de Santo Antonio de Rifaina recebeu grande impulso em comércio e indústria oleira.

Em 21 de Dezembro de 1921, seu nome foi simplificado para Rifaina, vindo a passar à categoria de município em 24 de Dezembro de 1948.

 

O POTENCIAL NÁUTICO  de Rifaina é, sem dúvida, um dos maiores da Região

 

A represa, que deu origem a praia de Rifaina, foi  formada pela construção da Hidrelétrica de Jaguara, pertencente a Cia. Energética de MInas Gerais - CEMIG. As obras iniciaram na década de 1960 e o primeiro gerador entrou em operação em 1970.

 

O reservatório de Jaguara possuí cerca de 33 km² de extensão e seu nível possui uma variação de apenas 2 metros, tornando a região e consequantemente, a cidade de rifaina, atrativos a investimenos turísticos.

 

Rifaina possui ainda, excelentes opções de lazer - cachoeiras, córregos, passeios de barcos, lanchas, jet-ski, cavalo, caminhadas, trilhas, enfim, o clima de tranquilidade da cidade propricia momentos agradáveis e de descontração. Á noite, as opções são os vários bares e lanchonetes na av. da Praia ou no entorno das praças 24 de Dezembro e Edgar Ajax.  

 

COORDENADAS GEOGRÁFICAS:

20º04´50"S E 47º25´17"O, ao Norte e a Leste com o estado de Minas Gerais; ao Sul e Oeste com o munícipio de Pedregulho/SP, divisa com Igarapava/SP e está a 464 km da Capital do Estado SP, 68 Km de Franca/SP, 37 Km de Conquista/MG e 32 Km de Sacramento/MG.                         

ALTITUDE MÉDIA: 536m acima do nível do Mar, com 158 km² de área total, sendo 20 Km² correspondente a Area Urbana.

POPULAÇÃO: 3.800 Habitantes entre urbano e rural

POPULAÇÃO FLUTUANTE: Alta temporada média de 10.000 e baixa temporada 4.000

TOPOGRAFIA: Acidentada, vegetação marcada pela presença de mata atlântica e cerrado.

CLIMA: Tropical com médias térmicas anuais entre 19º e 28º, os meses mais chuvosos vão de Novembro até Janeiro e os mais secos de Maio à Junho.

HIDROGRAFIA: O município é banhado pelo Rio Grande, córrego do Boqueirão, córrego do Cervo, Ribeirão do Bom Jesus e Córrego das Posses ou Lageado.